sábado, setembro 23, 2017

sábado, agosto 26, 2017

"The European Capitals of Culture and their capacity to change the socioeconomic profile of the hosting cities – the cases of Guimarães and Košice"

Trabalho em progresso:

«Abstract

European Capitals of Culture (ECOC) are still nowadays the most ambitious cultural collaborative project most performed in Europe. During 15 years (from 1985, the date of its creation, until 2000) several capitals and main cities in each of the European countries hosted it. After, less known and less large cities had also the opportunity of hosting it. After 32 years of the first designation of a European Capital of Culture, what can we tell about the regeneration and impacts of its hosting by medium sized cities like Guimarães (ECOC in 2012) and Košice (ECOC in 2013)? What has been the capacity of the ECOC to change the socioeconomic profile of those cities? What was its capacity of rebranding the cities and enhancing their tourism industry? And what about the change verified in the cultural programme supplied? These are the main questions to which we will try answer in the present paper. For that, it was made use of primary and secondary sources referred to the two cities mentioned, such as the Urban Audit statistics and semi-structured interviews conducted to local and regional stakeholders. The main results attained tell us that ...
 
Keywords: European Capital of Culture; Events Impacts; Cultural Legacy; Medium Sized Cities; Cities Socioeconomic Profile»

quinta-feira, julho 20, 2017

"Publicações científicas entre 2013 e 2017 com enfoque temático em ´Centralidade Urbana`: um estudo baseado em bases de dados académicas internacionais, eletrónicas"

Esta comunicação é resultante de uma revisão de literatura feita com base em buscas sistematizadas na plataforma eletrónica de publicações científicas Web of Science, com enfoque na “Centralidade Urbana”. Adotou-se um recorte temporal de 2013 a maio de 2017. A busca teve em vista identificar “qual a relevância dada à Centralidade Urbana pela comunidade científica nos últimos cinco anos”. A Centralidade Urbana é um tema interdisciplinar. O estudo está dividido em duas grandes etapas, organizadas de acordo com as bases eletrónicas em que estão fundadas as buscas, sendo a primeira etapa as buscas na plataforma Web of Science, utilizando os termos em inglês “Central Place(s)” e “Urban Centrality”, e o segundo, especificamente, em revistas do âmbito da Ciência Regional, desta forma tentando medir a relevância que o tema vem tendo no universo geral multidisciplinar e do das revistas de Ciência Regional. Usa-se uma abordagem metodológica qualitativa, com apoio nos levantamentos quantitativos. A técnica de análise de conteúdo foi aplicada aos resumos dos artigos selecionados de acordo com os critérios identificados a fim de confirmar se o tema objeto desta pesquisa estava presente no artigo. A partir dessa análise de conteúdo, foi levantada a natureza da pesquisa (teórica, mista, empírica), bem como a natureza da abordagem (qualitativa, quantitativa ou quali-quanti). Conclui-se que o tema Centralidade Urbana contínua presente no universo de estudos científicos dos últimos cinco anos, contudo está longe de ser um tema que, em relevância quantitativa, seja central nas preocupações dos investigadores.
Palavras-chave: Centralidade Urbana; Economia Urbana; Ciência Regional; Desenvolvimento Urbano; Planeamento Urbano.
Paulo Patrício Costa
Universidade do Minho (EEG/UMinho), Portugal
Bolsista do Programa PDSE, da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

J. Cadima Ribeiro
Universidade do Minho (EEG/UMinho e NIPE), Portugal

(resumo de comunicação apresentada no 24º Congresso da APDR (24th APDR Congress), genericamente subordinado ao tema ‘Intelectual Capital and Regional Development – new landscapes and challenges for planning the space’, organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional, que decorreu na Universidade da Beira Interior, Covilhã, a 6 e 7 de julho de 2017)

segunda-feira, julho 17, 2017

"WHAT DOES IT MATTER RETURNING TO A CULTURAL DESTINATION?"

This study attempts to investigate the likelihood of tourists repeating a visit to a cultural destination. For this purpose, an empirical study was conducted using tourists who had visited Guimarães during 2015 and 2016. A cluster analysis was used to separate Guimarães visitors into clusters according to their opinion towards the city´s attributes. Then a logistic regression to analyse the variables that affect the likelihood of a return visit took into account the three clusters obtained (Enthusiastic, Satisfied and Unconvinced). The empirical results showed that, for the total tourists’ sample, the global quality of the destination had the biggest influence on the decision of whether to revisit the destination, while the least important reason has shown to be the amount of prior visits. However, these influential factors varied when different cluster group compositions were considered. Based on those results, several recommendations can be driven to increase tourists’ satisfaction towards the destination together with the intention to return.
Keywords: cultural/heritage tourism; cluster analysis; destination´s attributes; logistic regression; repeat visit; tourists’ satisfaction. 
Laurentina Vareiro
J. Cadima Ribeiro
Paula Remoaldo

(resumo de comunicação apresentada no 24º Congresso da APDR (24th APDR Congress), genericamente subordinado ao tema ‘Intelectual Capital and Regional Development – new landscapes and challenges for planning the space’, organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional, que decorreu na Universidade da Beira Interior, Covilhã, a 6 e 7 de julho de 2017) 

quinta-feira, julho 13, 2017

"O legado de Guimarães Capital Europeia da Cultura: a leitura dos residentes e dos visitantes"


Escrever sobre a experiência e legado de uma Capital Europeia da Cultura (CEC) não é um exercício fácil, em expressão da complexidade do megaevento. Talvez por isso, em Portugal, pouco tenha sido escrito sobre essa matéria. Numa época de vincada globalização e marcada pelo advir de várias situações de crise, a competição entre as cidades pela captação de visitantes internacionais tem-se afigurado crescentemente feroz. Por essa razão se tem afigurado tão estratégico poder sedear uma Capital Europeia da Cultura. Atentos a isso, faz sentido investigar como as populações reagem a este tipo de megaevento e como as cidades tiram proveito deste título para se requalificarem e equiparem, para se promoverem, e para captarem novos investimentos e visitantes. Esta comunicação tem como principal objetivo fazer um retrato do legado da CEC organizada em Guimarães, em 2012, centrando-se em legados de várias índoles. Nesse retrato, usa-se sobretudo uma abordagem quantitativa, mas retém-se igualmente uma leitura qualitativa, múltipla, feita por um conjunto qualificado de atores locais, ligados a diversas estruturas políticas, económicas, sociais e culturais. Com a presente comunicação, que resume um trabalho muito mais vasto, tornado público entre a comunidade científica através de diversos veículos, pensamos contribuir para a reflexão por parte de políticos e de outros atores do caminho que tem sido percorrido e que importa percorrer em prol do desenvolvimento de Guimarães e do bem-estar das suas gentes.

Palavras-chave: Capital Europeia da Cultura; Legado de Megaeventos; Promoção das Cidades; Guimarães.


J. Cadima Ribeiro
NIPE/EEG, Universidade do Minho
Paula Remoaldo
Lab2PT/ICS, Universidade do Minho
(paularemoaldo@gmail.com)

(resumo de comunicação apresentada no 24º Congresso da APDR (24th APDR Congress), genericamente subordinado ao tema ‘Intelectual Capital and Regional Development – new landscapes and challenges for planning the space’, organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional, que decorreu na Universidade da Beira Interior, Covilhã, a 6 e 7 de julho de 2017)